Autossabotadores ou sabotadores internos, eles sabotam a sua Produtividade

Enquanto seu QI (quociente de inteligência) e seu QE (quociente de inteligência emocional) contribuem para seu potencial máximo, é seu QP (quociente de inteligência positiva) que determina o quanto desses potenciais (QI e QE) você realmente alcança. Ou seja, a “Inteligência Positiva” mede o percentual de tempo que sua mente age em seu favor em vez de sabotando você.

Existem 10 sabotadores (que todos nós temos), que nada mais são que comportamentos que acabam nos prejudicando “mesmo sem querer querendo” como diria o Chaves. Muitas pessoas dizem “eu não sei porque eu faço isso, mas acabo fazendo”….

Acontece que quando fazemos algo, estamos sempre visando algo que vamos ganhar. Seja um obrigado, um reconhecimento, tempo, descanso, satisfação, alegria, carinho, dinheiro, paz… estamos sempre em busca de ganhos.

Nesse momento você pode me perguntar: “Mas… quando eu me saboto, como por exemplo em uma dieta, eu não tenho ganho algum! Muito pelo contrário, eu fico mal, triste, #chateada… o que eu ganho me sabotando?”

ARRÁ! Essa é a questão: quase sempre não é consciente. Você não tem consciência hoje do seu ganho secundário com essa sabotagem e, por isso, a pratica. Sempre há um ganho secundário. E você vai entender melhor quando eu te apresentar, os nossos vilões.

MAS QUEM SÃO ESSES LADRÕES DA PRODUTIVIDADE?

É importante que você entenda que, tal qual o Ego, nossos sabotadores sempre estão tentando nos proteger. Aliás, eles foram nossos melhores amigos na infância. Como assim? Eles nos ajudaram a crescer e a “sobreviver” à infância, sempre que nos utilizávamos destes comportamentos para conseguir atenção ou nos destacar (como hiper realizar nos estudos para ter o reconhecimento dos pais, ou se fazer de vítima para conseguir atenção).

O problema é, quando esse nosso amigo passa da conta e se torna a nossa “kriptonita“: que começa nos enfraquecer ao invés de nos fortalecer. E assim, se um comportamento nosso joa contra nossos planos e felicidade, estamos nos autossabotando.

Nós temos todos os 10 dentro de nós. Pode ser que você se identifique com um, com dois, com cinco ou com nenhum (raríssimo, mas parabéns por essa evolução). O mais importante é você saber que há solução para todos eles (o que está em outro artigo aqui no blog). Hoje vou lhe apresentar quem são, o que fazem e por quê.

OS 10 SABOTADORES DA SUA VIDA E DA SUA PRODUTIVIDADE

1º SABOTADOR: O PERFECTIONISTA

Perfeccionismo é a necessidade de perfeição levada longe demais. Drena sua energia ou a dos outros com medidas extras de perfeição que não são necessárias. Também faz você viver em constante frustração consigo mesmo e com os outros por as coisas não serem perfeitas o bastante (e nunca serão, pois perfeição não existe).⠀

Quem nunca está pronto, nunca entrega. Quem nunca entrega, faz, realiza, não se expõe e quem não se expõe não precisa enfrentar o julgamento alheio. O crítico interno do perfeccionista é tão alto que se ele mesmo já se julga tão pesadamente, imagine as outras pessoas? É por isso que ele não arrisca e assim, poupa o seu “suposto sofrimento”.

2º SABOTADOR: O AJUDANTE

O ajudante vive parando suas coisas pra atender aos pedidos alheios. Vive dizendo SIM pra muitas coisas (mesmo que não estejam no seu PLANO A) e quando vê; perdeu suas próprias necessidades de vista.⠀A “historinha” que ele conta pra você é que você está agradando os outros porque é uma coisa boa a se fazer, as pessoas precisam de ajuda, o que elas farão sem a sua ajuda?

Imagina se ele não colabora (e muito) pra sua improdutividade em seus projetos e sonhos, não? Você deixa de fazer o que é importante (ou fundamental) para você, para ocupar seu tempo com os outros e depois ficar na correria (e olha que às vezes a pessoa nem pediu e está você lá, se metendo onde não foi chamada).⠀

E qual é o ganho secundário? Aceitação, afeição e interdependência (não serei substituído jamais). Sim, sempre em busca de ser amada, ser lembrada, não ser rejeitada. O excesso de prestatividade dá a impressão ao ajudante que, se as pessoas precisam dele para resolver coisas, não conseguirão viver sem ele.

3º SABOTADOR: O HIPER REALIZADOR

EU ME ENTREGO, CONFESSO! ESSE JÁ ME ATRAPALHOU E MUITO!

“A vida é medida na quantidade de vitórias que se tem”, então é preciso estar SEMPRE fazendo, realizando e medindo. O hiper realizador acha que sempre pode fazer mais, valoriza a imagem externa de reconhecimento, não olha para si internamente pois acha que é perda de tempo (afinal, com tanta coisa externa pra realizar). Se ficar um dia sem realizar, sente-se culpado de não estar fazendo, se cobra, se sente mal. E, se faz 50 coisas certas mas UMA dá errado, isso acaba com a sua autoestima.⠀

QUANDO ELE ATRAPALHA SUA PRODUTIVIDADE: quando ele não te deixa desligar, descansar, entrar em contato com seu eu interior e entender que a vida é mais do que riscar tarefas da agenda.

E qual o ganho secundário? 1) RECONHECIMENTO: “nossa, como você dá conta de fazer tudo isso?” “meu Deus que mulher-maravilha / superman você é” “olha, te admiro, não sei como você consegue”… porém, é sempre um reconhecimento pelo que você FAZ não pelo que você É! Pois esse é o foco do hiper realizador e assim sendo, sempre buscará FAZER MAIS do que SER uma pessoa melhor.

2) FUGA: se esconder atrás de milhares de tarefas para não olhar para o que realmente importa. É muito mais fácil dizer “não tenho tempo” “estou ocupada” do que ter que fazer escolhas, dizer não, viver a vida que não está satisfeito e ir atrás da vida que sonha. Como diria meu pai “vive cercando formiga e deixando o elefante passar.”

4º SABOTADOR: A VÍTIMA

Ao contrário do hiper realizador (foco no externo), a vítima faz com que você foque excessivamente em sentimentos internos, principalmente nos dolorosos; gerando uma tendência em se martirizar.


A historinha que a vítima conta quando entra em ação é que “as pessoas não te entendem porque não passam o que você passa” -> porque você tem filho ou não tem, porque é gorda ou é magra, porque é velha ou nova demais… afinal, “pra você não é fácil” (e pro resto do mundo é rsrs) , “que você não consegue” “aliás, você nunca vai conseguir” “e ninguém nunca vai te entender”. – VOCÊ CONHECE ALGUÉM ASSIM? Ou você acredita nessas historinhas também?⠀

As consequências são que você desperdiça sua energia mental e emocional, e os outros se sentem frustrados e impotentes por nunca conseguirem fazer você feliz por muito tempo.⠀

O interessante da vítima é que todos nós passamos por ela em diversos momentos, sabe por quê? Porque o maior ganho secundário é se manter na zona de conforto. Ao acreditar na historinha de que “você nunca vai conseguir” ou “isso não é pra você”; você se dá o direito de poupar sua energia e não tentar, não estudar, não aprender, não evoluir.

O segundo ganho, claro, é chamar a atenção. Ganhar a atenção e afeto daqueles que o rodeiam. É uma pena que esta atenção venha cheia de pena e compaixão, ao invés de vir repleta de admiração. Pense nisso! 😉

5º SABOTADOR: O HIPERVIGILANTE

O vigilante faz você sentir ansiedade intensa e contínua em relação a todos os perigos que cercam você e em relação a tudo que poderia dar errado. Ele fica constantemente em estado de alerta e nunca pode descansar de fato. Uma tarefa simples como ir a padaria, se transforma em uma fila de preocupações (pode chover, se chover pode alagar, se alagar não tenho dinehiro pra pagar o conserto do carro…) e assim, ele paralisa.

Vive na ansiedade e na eterna preocupação, pois para tudo faz o plano a, b, c, d… Uma coisa que era simples, torna-se complexa e difícil de fazer, pois tem muito medo de dar errado. As vezes ate da o primeiro passo, mas não dá o segundo por medo do que pode acontecer com o primeiro. As pessoas ao redor começam a vê-lo como pessimista.

A historinha que ele conta pra você é que os perigos ao seu redor são maiores do que realmente são e que vigília ininterrupta é a melhor forma de lidar com eles, uma vez que parece que ninguém enxerga a verdade (o que ele vê, no caso).  

QUANDO ELE ATRAPALHA SUA PRODUTIVIDADE: quando foca nas possibilidades negativas de fracasso e acaba paralisado.

E qual é o ganho secundário desse sabotador, mesmo com tantas coisas desfuncionais (como ansiedade, medo). Veja: ansiedade é causada pelo foco excessivo no futuro. 80% dos nossos medos está no futuro, em coisas que não estão acontecendo agora. E qual é o grande medo do hiper vigilante? Do futuro: das frustrações, decepções, de dar errado… criando todo esse arsenal de segurança ele acredita que vai evitar tudo isso (e ganha o benefício de permanecer na zona segura de conforto, onde ele está, está vivo). Mas não percebe todo o sofrimento que esse comportamento o causa, a quantidade gigantesca de energia desperdiçada e, a privação de ter experiências incríveis, ser agradável e ter uma vida leve!

6º SABOTADOR: O RACIONALISTA

O racionalista coloca um foco intenso e exclusivo no processo racional de tudo, incluindo relacionamentos. Ele faz com que você seja impaciente com as emoções das pessoas e as veja como indignas de muito tempo e consideração. Quando você está sob a influência do racionalista pode ser visto como frio, distante ou intelectualmente arrogante. Ele limita sua profundidade e flexibilidade em relacionamentos no trabalho e em sua vida pessoal e intimida as pessoas com mente menos analíticas. A mentira dele é que a mente racional é a forma mais importante e útil de inteligência que você possui.

QUANDO ELE ATRAPALHA SUA PRODUTIVIDADE: quando julga pessoas ao invés de trazê-las para seus projetos. Quando acredita que a resposta para tudo é a racionalidade e se esquece dos seus sonhos e desejos, seus anseios emocionais – que no final das contas, são os grandes motivadores da vida. 

E qual o ganho secundário dele? Se mantém na “segurança” de um caminho lógico, onde tudo tem explicação e não poderá ser surpreendido pelo acaso.

7º SABOTADOR: O INQUIETO

O inquieto está constantemente em busca de emoções maiores na próxima atividade ou mantendo-se sempre ocupado. Ele não permite que você sinta muita paz e alegria com sua atividade atual. Dá a você uma contínua série de atividades que o faz perder o foco nas coisas e nos relacionamentos que realmente importam. As pessoas que estão sob o comendo do inquieto geralmente são aquelas pessoas que se consideram multitarefas, nunca estão presentes para atividade que estão fazendo, estão sempre pulando de tarefa em tarefa buscando aquela que vai trazer mais prazer para elas (como se tivessem 18 braços). Tem muita iniciativa e pouca acabativa.

A MENTIRA DELE: é que, ao se manter ocupado, você está vivendo a vida intensamente, e tem orgulho de ser “mega produtivo”

QUANDO ELE ATRAPALHA SUA PRODUTIVIDADE: quando você se perde na ocupação. Estar ocupado é totalmente diferente de ser produtivo. Ser produtivo é produzir algo que te leve mais perto de teus sonhos e realizações (sejam quais forem). É trabalhar melhor (menos) e ganhar mais. Estar ocupado é o inverso disso. 

E qual é o ganho secundário, mediante a tanta correria?? Geralmente quem tem esse sabotador, tem uma dor que não quer olhar e essa é uma forma de se manter ocupada e distraída, para não encarar a dor que pode faze-la sofrer.

8º SABOTADOR: O CONTROLADOR

O controlador funciona movido a uma necessidade ansiosa de estar no comando, controlar situações e dirigir as ações das pessoas de acordo com a vontade dele. Ele gera ansiedade impaciência quando isso não é possível. Na visão do controlador, ou você está no controle ou está fora de controle. Enquanto o controlador permite que você consiga resultados em curto prazo, ele acaba gerando ressentimento nos outros em prazos mais longo e impede que eles exercitem e desenvolvam sua capacidade plena. A mentira dele é que você precisa do controlador para extrair os melhores resultados das pessoas ao seu redor.

A mentira dele é que “as pessoas precisam que ele tome a frente”. Se sobrecarrega demais e as pessoas ao redor se sentem manipuladas (do jeito que ele quer e a hora que ele quer).

QUANDO ELE ATRAPALHA SUA PRODUTIVIDADE: quando você passa mais tempo controlando tudo, ao invés de planejando, executando, avaliando e progredindo. O controle é necessário, mas o excesso faz você “correr atrás do próprio rabo”.  

GANHO SECUNDÁRIO: Segurança: a falsa sensação de estar no controle | e interdependência: sem você, nada daria certo.

Lembre-se: você controla apenas as suas ações e pensamentos, influencia algumas pessoas e espera o melhor do universo.

9º SABOTADOR: O ESQUIVO

O Esquivo se concentra no positivo e prazeroso de uma maneira extrema. Evita tarefas difíceis e desagradáveis e conflitos. Ele leva você aos hábitos de procrastinar e fugir de conflitos. Isso resulta em explosões nocivas, em conflitos sufocados que foram deixados de lado, e provoca atrasos na conclusão das coisas. A mentira dele é que você está sendo positivo e não evitando seus problemas.

A MENTIRA DELE: é que você está sendo positivo, agradável, compassivo e não evitando seus problemas e enfrentamentos.

QUANDO ELE ATRAPALHA SUA PRODUTIVIDADE: quando você se esquiva do que sabe que tem que ser feito, seja porque aquilo não é tão agradável, será difícil ou por qualquer razão. Esquivar-se da tarefa não fará ela se realizar sozinha.

GANHO SECUNDÁRIO: Em questão de conflito, busca evitá-los pela aceitação (da pessoa, da família, da turma). Acredita que se for “o legalzão” será amado. Com relação à procrastinação, evita o desprazer e fica na zona de conforto, tão conhecida e protegida das incertezas do futuro.

10º SABOTADOR: O CRÍTICO

O Crítico é o principal Sabotador, o que afeta todo mundo. Ele leva você a constantemente encontrar defeitos em si mesmo, nos outros e nas suas condições e circunstancias. Gera a maior parte da sua ansiedade, estresse, raiva, decepção, vergonha e culpa. A mentira dele para se justificar é a de que, sem ele, você ou os outros se transformariam em seres preguiçosos e sem ambição que não iriam muito longe. Assim, a voz dele costuma ser confundida com a voz durona da razão em vez de o Sabotador destrutivo que realmente é.” 

A MENTIRA DELE: a mentira dele para se justificar é a de que, sem ele, você ou os outros se transformariam em seres preguiçosos e sem ambição que não iriam muito longe. Assim, a voz dele costuma ser confundida com a voz durona da razão em vez de o sabotador destrutivo que realmente é.

QUANDO ELE ATRAPALHA SUA PRODUTIVIDADE: quando você se limita! Seja pela critica do mau feito (perfeccionista), pela incerteza (o hipervigilante), pela circunstância (vítima) ou por qualquer outra crítica que te coloque em dúvida, te tire a segurança, te paralise. Te brecou, atrapalhou sua produtividade.

GANHO SECUNDÁRIO: comodidade, paralisia, mínimo esforço, domínio da mente, todos os benefícios dos anteriores. No fim das contas, sempre se trata de busca de AMOR, ou de permanecer na zona de conforto (“A merda quentinha”).

E como minimizar essa autosabotagem toda e garantir produtividade máxima? 

Ah, este é assunto para o próximo post!!Por enquanto, saiba que a consciência já é uma arma poderosa para controlar (minimizar) a atuação desses vilões. Você conseguir identificar o seu vilão, e até dar um nome para ele, já é o começo da salvação: você consegue mudar o seu comportamento. Mas eu vou falar sobre isso na próxima semana! 😉

Este artigo é baseado no livro Inteligência Positiva, de Shirzad Chamine

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on pinterest
Pinterest
Share on telegram
Telegram
Deh Carvalho

Deh Carvalho

Deixe uma resposta